Trabalho, corporalidade e formação humana

home / Trabalho, corporalidade e formação humana

NOVO
10%
Trabalho, corporalidade e formação humana
9786586476835
Hugo Leonardo Fonseca da Silva

A obra “Trabalho, Corporalidade e Formação Humana” reflete acerca das mediações possíveis e necessárias entre trabalho, corpo e formação dos trabalhadores na ordem capitalista de produção e reprodução social da vida material. O percurso analítico segue...

Mais informações

R$ 57,90

R$ 52,11

QTD.:
COMPRAR

Consulte o prazo de entrega

    Mais Informações

    Sinopse:

    A obra “Trabalho, Corporalidade e Formação Humana” reflete acerca das mediações possíveis e necessárias entre trabalho, corpo e formação dos trabalhadores na ordem capitalista de produção e reprodução social da vida material. O percurso analítico segue por reflexões acerca do modo pelo qual determinados tipos de organização do trabalho e da produção se instituíram como fundamento para a política de formação humana. Trata-se do desenvolvimento de determinadas “pedagogias industriais” cuja meta é a conformação psicofísica dos trabalhadores a determinados estágios de desenvolvimento das forças produtivas e das relações de produção, a qual o autor denomina de “Pedagogia do Corpo no Trabalho”.

    Sumário:

    Prefácio

    Introdução

    Parte I. Relações entre trabalho, educação e educação do corpo

    1. As tramas das relações entre Trabalho e Educação e Educação do Corpo

    2. A corporalidade dos trabalhadores no interior do conflito entre capital e trabalho

    3. As metamorfoses da educação do corpo no trabalho: reestruturação produtiva e recomposição da hegemonia do capital

    Parte II. Corpo, trabalho e formação humana: contradições entre a formação da personalidade viva e a mortificação do trabalho vivo

    4. As relações entre corpo e sociedade na teoria social

    5. Para uma concepção marxista das relações entre individualidade, corporalidade e formação humana

    6. A corporalidade dos trabalhadores entre a constituição do trabalho vivo e a “mortificação” do trabalho

    Parte III. Processos de trabalho, corpo e formação dos trabalhadores: a dialética da (de)formação da personalidade viva do homem-que-trabalha

    7. O problema da formação dos trabalhadores: entre a escolarização e o processo de trabalho

    8. Corporalidade, subjetividade e trabalho: mediações da formação dos trabalhadores

    9. Processo de trabalho e a conformação da corporalidade dos trabalhadores

    10. Política de produção, racionalização do trabalho e a constituição de um novo nexo psicofísico dos trabalhadores

    Parte IV. Do taylor-fordismo ao toyotismo: a pedagogia industrial e a (con)formação da corporalidade dos trabalhadores

    11. A organização racional do processo de trabalho e a gênese da pedagogia do corpo no trabalho

    12. Toyotismo e a “nova” pedagogia do corpo no trabalho: traços da formação de um novo nexo psicofísico dos trabalhadores

    Considerações finais

    Referências

    Numero de paginas:

    352

    Formato:

    16x23

    Ano de publicação:

    2020

    Área:

    Educação


    produtos relacionados