Risco ergonômico do trabalho repetitivo

Risco ergonômico do trabalho repetitivo

Utilização da estesiometria da mão e força de preensão manual na prevenção e reabilitação das síndromes compressivas

ISBN: 9788581486406 AUTOR: Pedro Ferreira Reis

Este livro tem como foco a pesquisa e análise do ambiente real de trabalho e proposta de novos indicadores físicos, na forma de procedimentos técnicos com o uso da força de preensão manual e da estesiometria da mão para o rastreamento e gestão das sínd...

R$ 32,90 R$ 29,61
QTD.:

Mais Informações

Sinopse

Este livro tem como foco a pesquisa e análise do ambiente real de trabalho e proposta de novos indicadores físicos, na forma de procedimentos técnicos com o uso da força de preensão manual e da estesiometria da mão para o rastreamento e gestão das síndromes compressivas dos membros superiores em trabalhadores submetidos a atividades repetitivas intensas. A relação entre a Ergonomia e a Saúde no Trabalho tem sido encarada com afinco no meio acadêmico, devido principalmente à cobrança cada vez maior por avanços das condições do ambiente de trabalho e da manutenção da integridade física do trabalhador.


Número de Páginas

144


Formato

14x21cm


Ano de Publicação

Fitness e Beleza


Área

Saúde


O Contexto da Ergonomia; Aspectos Fisiopatológicos do Trabalho; Lesões por Esforços Repetitivos/ Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/DORT); Avaliação da Carga Física no Trabalho por Movimento Repetitivo; Prevalência do Adoecimento em Mulheres Expostas ao Trabalho Repetitivo; Influência das neuropatias periféricas na função motora dos Membros Superiores - MMSS Influência das neuropatias periféricas na função motora dos Membros Superiores - MMSS; Aspectos Neurofisiológicos da Somestesia da Mão; Utilização dos monofilamentos de Semmes-Weinstein nos distúrbios neurológicos e motores dos membros superiores; Procedimentos Metodológicos; Procedimentos da Coleta de Dados; Protocolos de Coleta de Dados; Análise do desempenho das variáveis, força de preensão manual e estesiometria bilateral no diagnóstico de LER/DORT.