Os Índios e a Colonização na Antiga Capitania de Porto Seguro

Os Índios e a Colonização na Antiga Capitania de Porto Seguro

ISBN: 9788546212828 AUTOR: Francisco Eduardo Torres Cancela

Este livro apresenta, ao mergulhar no contexto das reformas dom José I, um projeto de colonização que a coroa portuguesa formulou para fazer da antiga Capitania de Porto Seguro um celeiro de víveres para alimentar Salvador e Rio de Janeiro, fazendo das...

R$ 52,90 R$ 47,61
QTD.:

Mais Informações

Sinopse

Este livro apresenta, ao mergulhar no contexto das reformas dom José I, um projeto de colonização que a coroa portuguesa formulou para fazer da antiga Capitania de Porto Seguro um celeiro de víveres para alimentar Salvador e Rio de Janeiro, fazendo das populações indígenas os principais agentes da ocupação territorial, da produção econômica e da administração colonial. Desse ponto de partida, o autor evidencia que a realização deste projeto colonial foi delineada pelo embate entre políticas indigenistas e políticas indígenas, evidenciando não só a importância da questão indígena para aquela região, como também revelando as diversas estratégias desenvolvidas pelos índios para conquistarem melhores condições de vida. Assim, o livro mostra as estratégias, as mediações e os conflitos que os povos indígenas engendraram como protagonistas de suas próprias histórias. Ao analisar como o projeto metropolitano se transformou num processo colonial, traz uma dupla contribuição: de um lado, recupera o papel dos povos indígenas na formação da sociedade brasileira; do outro, colabora com a superação da lacuna historiográfica sobre a história da antiga Capitania de Porto Seguro.


Número de Páginas

372


Formato

14x21cm


Ano de Publicação

2018


Área

História


1. Uma capitania reformada: a política reformista josefina e o redimensionamento da colonização em porto seguro; 2. “Aproveitar toda aquela gente que ainda resta”: a Nova Ouvidoria de Porto Seguro e a política indigenista pombalina; 3. Espaços coloniais, espaços indígenas: O reordenamento do território e a incorporação dos índios à política colonizadora; 4. Nas malhas do poder: os índios e a construção da liberdade; 5. A “reforma dos costumes” nas vilas de índios: limites, resistências e mestiçagens; 6. Trabalho indígena, negócios coloniais: a economia da antiga Capitania de Porto Seguro entre as políticas indigenistas e as políticas indígenas.