Linguagens da Identidade e da Diferença no Mundo Ibero-americano (1750-1890)

Linguagens da Identidade e da Diferença no Mundo Ibero-americano (1750-1890)

ISBN: 9788546212538 AUTOR: Lucia Maria Bastos Pereira Das Neves

Tal como se refere num dos capítulos deste livro, a razão de ser da história conceptual foi a de ajudar os historiadores a distinguir com maior clareza a sua linguagem analítica daquela utilizada nas fontes que estudam. O projecto sobre Linguagens da i...

R$ 49,90 R$ 37,42
QTD.:

Mais Informações

Sinopse

Tal como se refere num dos capítulos deste livro, a razão de ser da história conceptual foi a de ajudar os historiadores a distinguir com maior clareza a sua linguagem analítica daquela utilizada nas fontes que estudam. O projecto sobre Linguagens da identidade e da diferença: classes, corporações, castas e raças, 1750-1870, reporta-se a um tempo de mudança política e cultural no qual se pretenderam questionar classificações sociais inscritas na ordem jurídica e identidades territoriais que se reputavam particularistas, em nome da consagração dos novos significados que se imputavam aos conceitos de cidadania e de nação. A delimitação de novos fundamentos da ordem política nos espaços ibero-americanos passou, no entanto, pela utilização de categorias de identificação social e territorial, cruzadas com a imperiosa necessidade de definir quem fazia e quem não fazia parte da cada nação e quem eram os seus cidadãos. Das formas concretas como nesses processos se perpetuaram, renovaram e inventaram categorias identitárias nos dão conta os ensaios aqui reunidos. (Nuno Gonçalo Monteiro Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa)


Número de Páginas

324


Formato

14x21cm


Ano de Publicação

2018


Área

História


1. Entre categorias e autorrepresentações: uma reflexão sobre identidades étnicas, sociais e territoriais no mundo Ibero-americano (1750-1870); 2. A História como Instrumento de Identidade; 3. Identidades anacrónicas: El historiador ante el problema de las categorías y clasificaciones sociales; 4. Patria, territorio e identidades. La voz “orientales” en la revolución artiguista (1810-1820); 5. Brasil e Portugal: identidades distintas? (1820-1825); 6. La construcción del concepto de identidad vasco-española: la Revista Euskal-Erria de San Sebastián (1880-1918); 7. Debates en torno a la esclavitud, la inmigración y la identidad en Cuba, siglo XIX; 8. Cidadania, escravidão e “raça”: Afrodescendentes em Buenos Aires, 1810-1860; 9. A Raça dos Portugueses; 10. La voz “Nación” y sus significados. Aproximaciones políticas y territoriales en la independencia venezolana (1790-1821); 11. El panhispanismo y el mito de la Raza; 12. Civilização ibérica: génese e fortuna de um conceito.