Geografia Agrária em Debate

Geografia Agrária em Debate

ISBN: 9788546211036 AUTOR: Gustavo Henrique Cepolini Ferreira (org.)

A coletânea Geografia Agrária em debate: das lutas históricas às práticas agroecológicas aborda as distintas dimensões do rural brasileiro. As análises teóricas e empíricas sobre as dinâmicas econômicas e socioambientais contidas nos onze textos contri...

R$ 42,90 R$ 38,61
QTD.:

Mais Informações

Sinopse

A coletânea Geografia Agrária em debate: das lutas históricas às práticas agroecológicas aborda as distintas dimensões do rural brasileiro. As análises teóricas e empíricas sobre as dinâmicas econômicas e socioambientais contidas nos onze textos contribuem, sobremaneira, para o entendimento da problemática agrária contemporânea e nos apontam caminhos para pensarmos em modelos alternativos que evidenciem a diversidade dos espaços rurais, e que não fiquem presos apenas àqueles controlados pelos grupos hegemônicos, que nos impõem uma única forma de conceber os processos de produção e de relação com a natureza. (Vicente Eudes Lemos Alves)


Número de Páginas

228


Formato

14x21cm


Ano de Publicação

2018


Área

Geografia


1. Geografia Agrária: Conflitos pelo uso da água no Brasil, Portugal e Espanha; 2. Geografia do trabalho escravo: uma leitura dos conflitos no campo e cidades brasileiras; 3. O duplo caráter da desapropriação: a transformação da luta pela terra em negócio capitalista; 4. Desencontros na fronteira: choque entre concepções e modos de vida em face do “desenvolvimento” no campo; 5. Indigenato e Campesinato; 6. O Genocídio e Formação da Propriedade no Amazonas; 7. De nômade a sedentário: a mudança na agricultura Xavante; 8. Geografia das dinâmicas territoriais agrárias de Rondônia; 9. Agroecologia: de um campo científico a uma pratica anti-hegemônica; 10. A transição agroecológica e a produção orgânica no Mato Grosso do Sul a partir da Associação dos Produtores Orgânicos do Mato Grosso do Sul – Apoms; Territorialidade camponesa e agroecológica: uma aproximação com a experiência dos camponeses organizados no polo sindical da Borborema – Paraíba.