Este é o Brasil Caboclo, este é o Meu Sertão

Este é o Brasil Caboclo, este é o Meu Sertão

Consumo e Espaço Praticado na Discografia de Tonico e Tinoco (1940-1981)

ISBN: 9788546220175 AUTOR: Anderson Teixeira Renzcherchen

Em “Este é o Brasil caboclo, este é o meu sertão...” promove leituras e interpretações do cancioneiro caboclo, analisando a constituição de sujeitos e representações do sertão. Percorreu o contexto e a cultura a partir do cenário em que Tonico e Tinoco...

R$ 42,90 R$ 38,61
QTD.:

Mais Informações

Sinopse

Em “Este é o Brasil caboclo, este é o meu sertão...” promove leituras e interpretações do cancioneiro caboclo, analisando a constituição de sujeitos e representações do sertão. Percorreu o contexto e a cultura a partir do cenário em que Tonico e Tinoco conceberam as letras de suas canções. A base teórica passa pelas obras e reflexões de Michel de Certeau, Michel Foucault, com alguma ancoragem em Sigmund Freud. Também adentramos a história do mercado fonográfico, do rádio e da televisão, que consideramos como espaços aproveitados pelos compositores para falar dos sonhos de melhores condições de vida e do êxodo rural ocorridos no Brasil da segunda metade do século XX. 


Número de Páginas

176


Formato

14x21


Ano de Publicação

2020


Área

História da Música


Tabela de localização das canções utilizadas

O sertão caboclo: breve prefácio a um livro original

Introdução

Capítulo 1

1. A discografia e a abordagem teórica

2. O consumo, a produção do espaço, a música e o sertão

Capítulo 2

1. A música e a pesquisa em história

2. A constituição do sertão na discografia cabocla

3. O sertão e as letras da década de 1960

Capítulo 3

1. Aspectos da constituição do caboclo

2. Caboclos e regiões

3. O caboclo como sujeito vingativo

4. Produtor/consumidor de música cabocla/caipira e sertaneja

Considerações finais

Versões completas das canções utilizadas

Referências

Índice remissivo

José Adilçon Campigoto