Desafios para o Patrimônio Mundial

Desafios para o Patrimônio Mundial

Em Busca de Novas Práticas

ISBN: 9788581489957 AUTOR: Neil Asher Silberman

Ao longo dos últimos cinco anos, diversos países têm presenciado uma expansão das discussões sobre seu patrimônio cultural. No Brasil, apesar de avanços significativos no campo do patrimônio imaterial, o patrimônio material ainda segue com um enfoque ...

R$ 29,90 R$ 22,42
QTD.:

Mais Informações

Sinopse

Ao longo dos últimos cinco anos, diversos países têm presenciado uma expansão das discussões sobre seu patrimônio cultural. No Brasil, apesar de avanços significativos no campo do patrimônio imaterial, o patrimônio material ainda segue com um enfoque mais legalista e centralizador, sem considerar as especificidades geográficas, regionais e culturais. Escrita por um dos grandes estudiosos do patrimônio cultural no mundo, o presente livro chega ao público brasileiro em um momento oportuno, já que ainda carecemos de um estudo de fôlego, que permita reconhecer a ampla trajetória da institucionalização das práticas de campo adotadas durante a avaliação de um patrimônio cultural. A obra do autor norte-americano traz uma ampla reflexão crítica sobre o estado atual do campo. A historiografia do patrimônio cultural, os estudos de caso poderão servir como contraponto aos casos enfrentados pelo estudioso brasileiro. Por fim, o autor finca seus pressupostos teóricos no solo do desenvolvimento sustentável e local. Considera que todo e qualquer avanço no campo deve privilegiar a participação comunitária irrestrita, com uma avaliação patrimonial, conjunta, integrada e continuada. Esperemos que esta obra crie raízes! (Tobias Vilhena de Moraes)


Número de Páginas

104


Formato

14x21cm


Ano de Publicação

2016


Área

História


Apresentação; Neil Silberman e a arqueologia contemporânea; Capítulo 1: A interpretação do patrimônio como discurso público: rumo a um novo paradigma; Capítulo 2: Interpretação do patrimônio e direitos humanos: documentando a diversidade, expressando a identidade ou estabelecendo princípios universais?; Capítulo 3: Patrimônio sustentável: interpretação da arqueologia pública e comércio do passado; Capítulo 4: Processo, não produto: a Carta Ename do Icomos (2008) e a gestão do patrimônio; Capítulo 5: Quem deve cuidar dos mortos? Equilibrando direitos religiosos e responsabilidades cívicas