Como Será o Passado?

home / Como Será o Passado?

10%
Como Será o Passado?
9788546208968
Caroline Silveira Bauer

Como será o passado? História, historiadores e a Comissão Nacional da Verdade nos conecta com as complexas tramas que conformam a memória social acerca da ditadura no Brasil. A obra descortina o processo de criação da Comissão Nacional da Verdade e a e...

Mais informações

R$ 45,00

R$ 40,50

QTD.:
COMPRAR

Consulte o prazo de entrega

    Mais Informações

    Sinopse:

    Como será o passado? História, historiadores e a Comissão Nacional da Verdade nos conecta com as complexas tramas que conformam a memória social acerca da ditadura no Brasil. A obra descortina o processo de criação da Comissão Nacional da Verdade e a elaboração de seu Relatório Final, ao mesmo tempo em que discute sobre os usos políticos do passado e os fazeres e práticas dos historiadores. Assim, problematiza as múltiplas temporalidades que envolvem os debates acerca da experiência ditatorial e da própria CNV. Caroline Silveira Bauer aborda o tema de forma ética e sensível, furtando-se de caminhos fáceis e privilegiando perguntas em detrimento de respostas. Reside aí sua maior qualidade: a habilidade de nos interpelar com tantos e tão vigorosos questionamentos. Ela nos conduz ao exercício da re¬flexão e oferece as ferramentas para tal, a partir de um diálogo que articula a História com o Direito, a Psicanálise e a Filosofia. Ao fazê-lo, evidencia que a história e as memórias acerca da última ditadura brasileira serão percorridas por muito tempo. Como será o passado? tem todos os atributos para se tornar leitura obrigatória para aqueles que desejarem percorrê-las. E assim será. (Alessandra Gasparotto)

    Sumário:

    I. História, historiadores e a Comissão Nacional da Verdade; Entre dois ofícios, questões epistemológicas: o historiador e o juiz; Lições do passado: a função da pena e o aprendizado com a história; Reparar: o que é fazer a coisa certa em se tratando de passados traumáticos; II. As múltiplas temporalidades nos debates sobre a criação da Comissão; Políticas de memória e usos políticos do passado; O debate legislativo sobre a criação da CNV; O que (não) pode ser dito; III. O relatório e o futuro da memória; A construção da narrativa histórica no relatório; A entrega do relatório; Um réquiem: como será o passado?

    Numero de paginas:

    240

    Formato:

    14x21cm

    Ano de publicação:

    2017

    Área:

    História