A Prática da História Intelectual e dos Intelectuais

home / A Prática da História Intelectual e dos Intelectuais

36%
A Prática da História Intelectual e dos Intelectuais

Ideias, Movimentos e Ações

9788546211029
Diogo Da Silva Roiz

Com os mesmos critérios e objetivos do primeiro volume, procurou-se, neste segundo, demonstrar algumas das práticas de pesquisa da história intelectual e da história dos intelectuais. Os textos demarcam os procedimentos metodológicos de Roger Chartier ...

Mais informações

R$ 42,90

R$ 27,46

QTD.:
COMPRAR

Consulte o prazo de entrega

    Mais Informações

    Sinopse:

    Com os mesmos critérios e objetivos do primeiro volume, procurou-se, neste segundo, demonstrar algumas das práticas de pesquisa da história intelectual e da história dos intelectuais. Os textos demarcam os procedimentos metodológicos de Roger Chartier no que diz respeito à história intelectual e à história cultural; aproximam a produção de Jörn Rüsen e Pierre Bourdieu para se pensar o “campo intelectual”, a produção de “bens simbólicos” e a formação do “habitus”, em meio ao movimento da “consciência histórica” (tradicional, exemplar, crítica e genética) na historiografia brasileira; ou mesmo o uso da categoria “consciência histórica” e a tipologia proposta por Rüsen para refletir o ensino de história. A variedade dos procedimentos, bem como a riqueza das fontes, ainda nos permite refletir o conceito de “laicidade” na América Latina, as categorias “trabalho” e “história”, a produção do pensamento social, ou as discussões entre Brasil e Argentina em um congresso de 1922, por meio do discurso de Ricardo Levene, então apresentado no evento. Não bastassem tais iniciativas, a coletânea ainda conta com o estudo da obra de Manoel Cabral Machado e suas observações sobre a formação dos jovens brasileiros e o olhar de Lima Barreto sobre a modernização e a urbanização do Rio de Janeiro no início do século XX.

    Sumário:

    1. Peças de um mosaico: uma prática de pesquisa para o exercício da história dos intelectuais; 2. História intelectual e produção intelectual: possibilidades de escrita; 3. El redil del concepto de laicidad “ajustista”; 4. Os jovens anos escolares de Manoel Cabral Machado: entre instituições educacionais e despertadores de gerações; 5. A tipologia rüseniana como possibilidade de análise do ensino de história e cultura afro-brasileira e africana a partir da utilização de cenas filmíticas; 6. Entre missão e desilusão: modernização e urbanização do Rio de Janeiro no início do século XX através da literatura de Lima Barreto; 7. Centenários da Independência e diálogos Argentina-Brasil na escrita da História na América: Ricardo Levene e seu discurso no Primeiro Congresso Internacional de História da América (Rio de Janeiro, 1922); 8. Pensamento Social Brasileiro e Experiência Intelectual Periférica: apontamentos para a teoria crítica latino-americana; 9. Fundamentos da relação entre Trabalho e História: aproximações teóricas com o pensamento marxiano.

    Numero de paginas:

    212

    Formato:

    14x21cm